O foco recente da neurociência para compreender a aprendizagem ao longo da vida levou a avanços no mundo da educação. Escolas, professores e pais têm a oportunidade de abordar e entender o aprendizado como nunca antes.

Nas últimas três décadas, experimentamos uma “revolução cerebral”. Novas tecnologias avançaram nossa compreensão do comportamento humano complexo. Agora somos capazes de estudar os processos neurais subjacentes ao aprendizado, como a memória, a cognição, as emoções, o comportamento social e até a consciência humana.

A neurociência pode ser transformadora em ambientes educacionais, mas um dos principais desafios no campo da neuropedagogia tem sido traduzir as descobertas da neurociência em ferramentas práticas que os educadores possam utilizar em seu trabalho diário.

Confira abaixo a importância da neurociência e suas práticas no contexto de desenvolvimento educacional:

Melhor entendimento do desenvolvimento infantil: Compreender o processo de aprendizagem e identificar as dificuldades, auxilia na melhor superação de possíveis desvantagens iniciais e, pode impactar significativamente o sucesso da aprendizagem ao longo dos anos. Fazer uso dos estudos fornecidos pela neurociência pode preencher essa lacuna no entendimento.

 Direcionando estilos de aprendizado recompensadores: O processo de aprendizagem é individual e exige abordagens variadas para aproveitar ao máximo o potencial de cada aluno. Isso significa que diferentes estratégias como: jogos, atividades em grupo, aulas físicas e aprendizagem inconsciente podem ter um lugar na sala de aula.

Incorporação de atividades sociais: As atividades sociais na sala de aula podem auxiliar no aprendizado. Essa é uma mudança simples, porém muito significativa e, os professores podem empregar nas aulas para apoiar seus alunos a alcançar seu potencial.

 Aumentar a capacidade cerebral através da aprendizagem: A educação contínua diminui a taxa de declínio do nosso cérebro à medida que envelhecemos. Ou seja, as instituições educacionais devem incentivar o aprendizado contínuo, ao longo da vida, para apoiar uma comunidade saudável.

Por: Mariana Duarte
01 de agosto de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *