Crianças

Início » Método Utilizado » Crianças
Crianças 2017-05-23T11:10:57+00:00

Ginástica do Cérebro para Crianças

Primeiramente, não há como falar de desenvolvimento da criança sem se posicionar diante de tantos problemas podem interferir no desempenho das habilidades esperadas para elas. Nós da GINÁSTICA DO CÉREBRO nos norteamos nos princípios pelos princípios da adaptação biológica, que aplicados sabiamente ao desenvolvimento da inteligência dos indivíduos à medida que amadurecem podem contribuir com amplo desenvolvimento da infância até a vida adulta, baseado nosso trabalho no conceito de que a atividade intelectual não pode ser separada do funcionamento “total” do organismo.

A nossa preocupação nos exercícios de ativação cerebral em idade tenra, é buscar desenvolver nas crianças de 4 à 9 anos de idade as habilidades necessárias para o bom andamento das função de preparação para alfabetização. Nessa idade a criança esta normalmente inserida em uma escola que oferece atividades de desenvolvimento na Educação Infantil, seja no pré ou jardim de infância. Contudo, temos conhecimento dos crescentes problemas de aprendizagem que vêm assolando a educação, e em nossos estudos e avaliações, passamos a observar que muitas vezes crianças em fase de aquisição de leitura e escrita, acabam sendo taxadas de problemáticas, todavia, não é analisado sob que aspectos ocorreram tais problemas. Não podemos nos deixar levar pelos modismos das drogas, e generalizar tudo. Muitas questões de cunho pedagógico que chegam a ser vistos como problemas, não são realmente “problemas”, mas uma “perda” no desenvolvimento cognitivo da primeira infância.

Para esclarecer a última afirmação com relação à perda e problema, preciso citar que nessa fase a criança carece muito da afetividade, a professora que lida com crianças de 4 à 6 anos, é muito exigida nos aspectos emocionais. Ela deve ser uma professora afetuosa e que estabelece bons vínculos com as crianças. Outro fator importante, é desenvolver atividades lúdicas que possam contribuir com os aspectos motores, psicomotores, cognitivos, orientação espacial, percepção visual, lateralidade, ordenação, seriação, enfim, todos os aspectos que forma a criança visando ter prontidão para a leitura e escrita. Ler e escrever, não são atos naturais do ser humano, exigem muito empenho e as crianças passam por um “grande sofrimento” para se apropriar da leitura e da escrita. Não é algo natural. Se não fizermos esforços para desenvolver o aprendizado das crianças dessa idade, nada acontecerá!

Há também, condições que se observam em relação á gestação dessa criança, à afetividade mãe e filho, ao desejo de ser mãe, a saúde da mãe durante essa gestação, todas as condições que foram geradas uma criança implicam consequências no futuro. Portanto, é preciso ter muito cuidado quando falamos que uma criança tem problemas de aprendizagem, pois essa criança pode ter sido adotada, e nesse caso, há muito mais aspectos para se observar. A escuta da fala da família é muito importante nesse processo.

Mas a lista continua, há também casos, que a criança não teve problema algum em gestação, e desenvolvimento após nascimento, mas, mesmo assim, tem um maturacionamento tardio. O que vai será um caso que exigirá mais treino por parte dessa criança, mais intervenção para o suporte dessa fase, e a superação das dificuldades acontecem de forma mais lenta. Por que não?

Há tantas constatações que devem ser levadas em consideração, que nós decidimos ajudar na estimulação dos aspectos necessários para preparar as crianças para essa fase tão importante da vida: Alfabetização. Então, nosso cronograma comporta atividades cognitivas que vão promover amplo desenvolvimento da percepção visual, auditiva, gustativa e olfativa através da neuróbica, da coordenação motora através de atividades variadas que vão envolver a criança em desafios super interessantes com desenhos e recortes, bem como nos jogos que mexem muito mais com as conexões neurais pois, colocam as crianças em situações problemas, fazendo com que ela encontre soluções de forma prática e lúdica, incentivando as crianças a exercitarem a capacidade de vivenciar através dos jogos situações que vão permitir desenvolver habilidades de relacionamento, capacidade de lidar com a derrota e a vitória, compreensão de normas e regras, redução do estresse diante de problemas, devido ao fato de estar lidando com isso na prática, percepção de novos caminhos pra se chegar a um mesmo resultado, raciocínio lógico matemático, organização espacial, desafios individuais com avaliação continuada para analise dos resultados.

Através das atividades de GINÁSTICA DO CÉREBRO será possível que as crianças exercitem seu potencial e promovam através das práticas cognitivas a ativação cerebral gerando novas conexões neurais, ampliando sua capacidade de sucesso nas atividades da vida diária.