Método Utilizado

Início » Método Utilizado
Método Utilizado 2017-05-23T11:10:57+00:00

Crianças

A nossa preocupação nos exercícios de ativação cerebral em idade tenra, é buscar desenvolver nas crianças de 4 à 9 anos de idade as habilidades necessárias para o bom andamento das função de preparação para alfabetização. Nessa idade a criança esta normalmente inserida em uma escola que oferece atividades de desenvolvimento na Educação Infantil, seja no pré ou jardim de infância.

Não podemos nos deixar levar pelos modismos das drogas, e generalizar tudo.

SAIBA MAIS
Método Utilizado - Crianças
Método Utilizado - Jovens

Jovens

Entendendo que os jovens dos 10 aos 18 anos estão em transformações constantes, percebemos que eles precisam estar preparando suas capacidades de resiliência para os enfrentamentos do dia a dia.

Nossos jovens estão sendo desafiados a se desenvolverem sozinhos, tanto pessoal quanto socialmente, se pretendemos ter como objetivo geral a construção da cidadania, é preciso definir que homem/mulher e que sociedade queremos formar.

SAIBA MAIS

Adultos

A formatação da família dos últimos tempos mudou significativamente e, junto com as transformações, também aumentaram os desafios para manter uma boa relação entre os familiares. Sem falar nos obstáculos que a vida contemporânea trouxe ao cenário doméstico – longas jornadas de trabalho, por exemplo.

A solução, não é simples e exige uma nova postura por parte de todos os membros da família, porque na verdade tudo deve manter um ponto de equilíbrio.

SAIBA MAIS
Método Utilizado - Adultos
Método Utilizado - 3ª Idade

3ª Idade

Hoje, temos 18 milhões de pessoas com mais de 60 anos, que representa 10% da população, mas a expectativa é que até 2025 teremos mais de 30 milhões, segundo a Organização Mundial de Saúde.

O fenômeno do envelhecimento lança desafios para todas as esferas da sociedade. Hoje, tanto no Brasil como em diversas nações do mundo, as pessoas estão vivendo mais e com melhor qualidade.

Essa nova realidade sintetiza uma série de avanços de natureza social, econômica e assistencial, o que culmina por ressaltar a relevância de uma atenção mais cautelosa, focada e especializada para esse novo segmento populacional.

SAIBA MAIS